É hora de montar a lista de convidados do casamento: e agora?

Na profissão em que me encontro e que amo de paixão, costumo dizer que acabamos por conhecer o que se passa no coração das noivas. Os piores medos, as maiores dúvidas, os anseios, as alegrias... Com esse conhecimento vem a vontade de querer sempre solucionar tudo da melhor maneira pra que os noivos tenham a melhor experiência de suas vidas, e que passem por essa fase com tranquilidade e felicidade, curtindo cada momento!

Para isso, aqui vão algumas dicas sobre uma das questões mais preocupantes para os noivos: a lista de convidados!

São tantos amigos, vizinhos, colegas de trabalho, familiares próximos, familiares distantes, que nos perdemos na quantidade total de convidados e acabamos por estourar o orçamento num piscar de olhos! Mas calma! É preciso criar uma lista com bom senso e sem medo de arriscar nas escolhas, afinal,é importante lembrar-se que o foco é manter-se dentro daquilo que se pretende contratar e do quanto quer investir na festa!

1. Por onde começar a lista de convidados? A lista de convidados é o primeiro passo para o planejamento de um casamento bem sucedido, já que a quantidade de pessoas interfere em toda a organização, como o local da recepção e a quantidade de bebida. Comece a lista pelas pessoas mais próximas, aquelas que efetivamente participam da vida do casal. Depois, considere parentes mais distantes, amigos dos pais e do trabalho. Uma dica para organizar a lista de convidados é começar pelos bisavós, em seguida pelos avós, tios, primos, padrinhos e amigos. Outra sugestão é fazê-la em ordem alfabética. Assim, evita-se repetir nomes e fica mais fácil conferir se faltou alguém.

2. Como equilibrar o orçamento com a quantidade de convidados? Não tem jeito: a lista deve ser elaborada levando em conta o orçamento dos noivos. Por isso é tão importante que ela seja definida logo no início do planejamento. Na dúvida, o melhor é partir de uma quantidade modesta de convidados e caso tenha aquela sobrinha no orçamento, ir aumentando os convidados conforme o investimento.

3. Quais são os erros mais comuns na elaboração da lista? Como evitá-los? Mas Barbara, como eu evito os erros que tanto os noivos temem? Um erro comum é os noivos fazerem listas separadamente. Ela ficará mais extensa e possivelmente fora do orçamento. Outro equívoco é convidar pessoas apenas por protocolo, ultrapassando o limite pré-estabelecido de convidados. A grande dica é "não convidar ninguém por obrigação, sempre pelo coração"

4. Quais critérios utilizar para cortar nomes da lista? Quando precisarem “cortar” nomes, avaliem quem são os convidados obrigatórios e, especialmente, a proximidade destas pessoas com os noivos.

Essa próxima dica é sempre muito questionada quando fecho contrato com minhas noivas, talvez essa seja sua maior preocupação em relação a lista, então vamos lá:

5. Qual a porcentagem média de convidados faltosos? Posso considerar isso na hora de elaborar a lista? Ficar dependendo apenas da possibilidade de falta para convidar outros no lugar pode ser extremamente perigoso. Mas, em geral, existe uma variação de 10% a 20% de faltosos. Costumo dizer que para um buffet contratado para 200 convidados, aconselhamos sempre a ter uma lista de pelo menos 230 convidados (sempre atentando-se aos fornecedores que também são contados como pagantes para muitos buffets. **Vide contrato)

6. O que fazer se a família do noivo, ou da noiva, está bancando a festa e acha que pode convidar mais pessoas? Para evitar esta "armadilha", tenha uma conversa com os pais e sogros bem antes e deixe claro desde o início, quando qualquer uma das famílias se oferece para ajudar com as despesas, deve se lembrar que o grande dia é do casal e eles precisam estar à vontade quanto às pessoas que vão participar da celebração. Mas é educado permitir que os pais convidem um determinado número de pessoas de seu convívio, limitando algumas escolhas para não interferir na quantidade total de convidados.

7. É preciso convidar o namorado de uma amiga que gosto muito ou posso chamar somente ela? Você pode convidar apenas sua amiga, claro! Mas dificilmente alguém vai a um casamento sozinha, pense se fosse o contrário, você iria? Principalmente se a convidada não conhece mais pessoas além dos noivos. Se o número de convidados já está no limite, os noivos têm o direito de não chamar e explicar o porquê, mas correm aquele risco da amiga ficar chateada e de repente não comparecer ao evento.

8. Fica indelicado convidar apenas o amigo e deixar de fora a família dele, já que não temos muito contato? Não. O convite deve ser feito às pessoas mais próximas e que participam da vida do casal. Neste caso, coloque no convite apenas o nome do amigo, acompanhado geralmente pelo convitinho individual.

9. Como responder a pedidos indiscretos, como o de um primo que quer levar a garota com quem ele está ficando? Diga a ele que realmente ficariam muito felizes com a presença dela, mas o orçamento está bem complicado e por isso vocês precisaram manter a quantidade de convidados prevista no início.

10. É indelicado pedir para confirmar presença e, a partir daí, convidar outras pessoas que estavam de fora?

Sim. O RSVP (o serviço de confirmação de presença RSVP é sigla para Répondez S'il Vous Plaît , expressão francesa que significa algo como “responda por favor”) é uma ferramenta útil, mas como o retorno é obtido apenas cerca de 15 dias antes do evento, fica muito em cima da hora para convidar outras pessoas.

Espero que tenham gostado das dicas e que ajude na hora de criar sua listinha de convidados do seu grande dia!

Por Barbara Morais

#listadecasamento #listadeconvidados #convidadoscasamento #orçamentocasamento

DESTAQUE
ARQUIVO
TAGS
Nenhum tag.
SIGA-NOS
  • Facebook Basic Square
  • instagram-logo.jpg
  • Google+ Basic Square